Jornal O Correio Digital

Jornal O Correio Digital
Assine O Correio Digital

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

I Corrida Rústica Região Litoral Sul das Apaes


A Escola Especial Solar da Ternura, de Laguna,promove no próximo, dia 6 de outubro, a 1ª Corrida Rústica Regional Apaes Litoral Sul na Avenida João Pinho a partir das 8h30.

O evento é destinado às pessoas com deficiência intelectual e múltipla matriculadas nas Apaes da Região Litoral Sul, com idade igual ou superior a 11 anos.

Os atletas serão divididos em quatro grupos: deficiência Intelectual, síndrome de down, deficiente físico – com comprometimento nos membros inferiores (Hemiplegia) e deficiente físico – em cadeira de rodas (sem apoio de terceiros.). Categorias masculino e feminino com percursos de 500, 200 e 100 metros.
As inscrições deverão ser feitas até as 17h, do dia 3 de outubro, por meio do email: solarapaelaguna@yahoo.com.br, em anexo deve a ficha de medicação (apenas para os atletas que utilizam medicação).
O prazo para retirada dos números e confirmação da participação será no dia 06/10/2016 a partir das 8h no local da competição.

Encontro de Mulheres reúne mais de 300 em Laguna


A cidade de Laguna, no Sul do estado de Santa Catarina, foi palco do 6º Encontro de Mulheres Trabalhadoras da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST). O evento aconteceu de sexta-feira, 16, até domingo, 18, no Laguna Tourist Hotel. Mais de 300 mulheres de 90 entidades sindicais de Santa Catarina participam do evento.
O grande número de participantes foi o maior das seis edições do evento. Algo que mostra que o encontro se consagrou como um dos maiores  realizados pelo movimento sindical. Palavras do presidente da NCSTSC, Altamiro Perdoná. Em sua avaliação, o evento é bem mais do que um encontro entre representantes sindicais.
“Esse encontro, que fazemos todos os anos, é, também, um programa de educação, união e mostra para as mulheres o que é o movimento sindical. Hoje, o evento é o que esperávamos, ao chegar no número de mulheres que chegamos”, pontuou.
Ainda segundo ele, a participação feminina no movimento sindical é fundamental para que se possa orientar sobre os abuso que as mulheres sofrem, muitas vezes, nos locais de trabalho e na sociedade. “Imagina onde não há sindicato: o patrão faz o que quer com as nossas mulheres. O governo não faz o que deveria e ainda temos casos de delegados machistas, quando chegam nas delegacias relatos de violência contra elas”, frisou.
O presidente da Federação Interestadual dos Mineiros de Santa Catarina, Paraná e Rio grande do Sul, Genoir Santos, o Foquinha, parabenizou a NCST pela escolha do local para realizar o evento. Para ele, os trabalhadores precisam de conforto para debater questões relacionadas aos seus interesses.
“Chega do tempo em que se fazia reunião com trabalhadores em ginásio de esportes e galpões”, pontuou ele. Santos ainda mencionou a preocupação que o movimento sindical precisa ter com as tentativas de desmonte de usa estrutura. Citou exemplo de deputado paranaense que tem feito frequentes investidas no sentido de acabar coma contribuição sindical.
O presidente da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público de Santa Catarina (Fetramesc), Davi Vinci, lembrou a importância da mulher nas transformações que a sociedade vem vivendo ultimamente. A garra e a força feminina são fundamentais para isso em sua visão. “Mulher é mais decidida. Hoje em dia, a mulher toma frente, vai à luta, entra na faculdade e tudo mais”, pontuou.
Izelda Terezinha Oro, presidente do Siticom Chapecó e diretora da NCST e da Feticom SC, disse que é gratificante participar de um evento em que esteve presente desde a primeira edição. Evento que tem papel fundamental para que as mulheres consigam vencer obstáculos que ainda as colocam em situação abaixo dos homens.
“Não queremos mais jornada trilha de trabalho. Não queremos mais morrer pelas mãos dos homens. Queremos mais espaço no movimento sindical. O movimento sindical ainda é muito machista e preconceituoso”, criticou ela.
A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de São Bento do Sul e diretora da NCST, Adriana Bombassaro Zanela, também lembrou o papel da mulher não apenas na sociedade, mas dentro de casa. “A mesma mão que balança o berço é a mesma que põe comida dentro de casa. O mundo não teria graça sem a nossa presença”, frisou ela.
Sônia Maria Zerino, diretora da CNTI, frisou que a participação da mulher tem sido cada vez mais exigida não apenas no movimento sindical, mas em todos os setores. 


“Hoje é para despertar a Anita dentro de vocês”
Foi com a trajetória de vida de uma personagem que é considerada um dos símbolos da força da mulher, Anita Garibaldi, que Alessandra Bombassaro abriu a palestra Mulheres de Coragem.
Especializada em gestão de políticas públicas da saúde, com formação em serviço social e mestre em filosofia, ela abordou temas relacionados à auto-estima feminina e como a mulher precisa despertar o poder interior que carrega.
O ritmo descontraído e com frases e pensamentos de impacto nos sentido de chamar a atenção das mulheres para a descoberta de seu poder interior, Alessandra arrancou aplausos da plateia. A alusão à Anita Garibaldi se de pela trajetória sofrida, de batalhas e com vida curta que marcou a trajetória da personagem, que nasceu em Laguna e morreu em campo de batalha na Itália.
“Ela é a precursora da mulher brasileira, guerreira, batalhadora”, frisou.


  Suando a camisa logo cedo

O sábado começou com muito trabalho e atividade física logo cedo no 6º Encontro de Mulheres Trabalhadoras da Nova Central Sindical (NCST). O fisioterapeuta Peter Alexandre Kneubuehler, secretário-geral do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São bento do Sul, colocou as participantes do evento para se movimentar com a palestra
Dicas sobre forma adequada e a importância dos exercícios físicos foram repassadas por ele. O ponto forte da conversa concentrou no ponto de vista de que os exercícios físicos devem ser encarados no sentido de melhorar as condições de saúde em primeiro lugar.
“Nossa maior para praticar atividade física é saúde. O restante vem. O nosso maior objetivo é a saúde”, pontuou ela.
Segundo ele, a falta de tempo, o ritmo alucinado e a preocupação com outros fatores fizeram com que as pessoas se distanciassem da atividade física e, consequentemente, surgiram inúmeros tipos de doenças e problemas relacionados à saúde. Mas, uma situação que pode, mesmo em meio à loucura do dia a dia, ser resolvida.
“Começamos a evoluir do ponto de vista intelectual e simplesmente paramos a atividade física. Mesmo na fábrica onde trabalhamos, nosso local de trabalho, temos uma rotina de atividade lá. Em 20 minutos, com exercícios físicos movimentamos o nosso corpo inteiro”
Os exercícios proporcionam algumas prevenções no organismo, como prevenção de doenças por exemplo.
Presidente da NCSTSC é homenageado

O presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores de Santa Catarina, Altamiro Perdoná, foi homenageado durante o 6º Encontro das Mulheres Trabalhadoras da NCST. A iniciativa foi do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Chapecó, através de sua presidente, Izelda Terezinha Oro.
Em seu discurso, Izelda lembrou da dificuldade que é par as mulheres entrar e se manter no movimento sindical. Mas isso tem sido algo que vem mudando graças à ação e iniciativa de lideranças como Perdoná.
Juntamente com toda as representantes do Siticom de Chapecó presentes no evento, Izelda entregou ao presidente da NCST um brinde para simbolizar a importância de sua luta no movimento sindical.


“Queremos respeito e igualdade também

Sônia Maria zerinho, diretora da CNTI e da Nova Central Sindical Nacional, abordou sobre a Mulher e o Mercado de Trabalho. Embasada em números e levantamento de informações, ela chamou atenção sobre a desigualdade que vive a mulher em relação aos homens em setores como trabalho, política e sindicalismo.
Em sua fala, Sônia destacou que mesmo a mulher fazendo as mesmas atividades e cargos, ela ganha cerca de 30% menos. Apesar disso, a mulher vem conquistando seu espaço e lutando para mudar essa realidade, principalmente em relação à independência.
“Antigamente tinha um ditado que dizia ‘ruim com ele, pior sem ele’. Nós fomos à luta e, hoje, temos autonomia financeira. Queremos respeito e igualdade também”, frisou ela.
Sobre a grande participação de mulheres no evento da NCST, Sônia disse que este também é fruto de conquista da classe feminina.
“Isso aqui é uma luta e esse espaço não foi nos dados. Esse espaço é uma conquista. Nada é dado de graça a nós mulheres. Tanta companheiras pereceram na luta para que tivéssemos aqui hoje”.
Além de temas desde como a desigualdade financeira entre homens e mulheres no mercado de trabalho, ações do governo contra direitos e benefícios da classe trabalhadora, o preconceito racial também foi destacado por ela. A luta pela manutenção dos direitos e para acabar com abusos contra os trabalhadores e trabalhadoras também foram mencionados.
“O movimento sindical tem cobrado das autoridades os tratados internacionais que foram acordados por esse país e que não são cumpridos na essência”.
Por fim, a diretora da NCST e da CNTI chamou atenção para a necessidade de maior participação direta da mulher em setores como o movimento sindical e a própria política partidária.
“Apesar de sermos mais da metade da população desse país, estamos timidamente representadas nos espaços de poder”, pontuou.

“O governo resolveu mudar as regras no meio do caminho”

O advogado Celso Amaral de Almeida Pimenta, diretor de Seguridade Social da Nova Central Sindical Nacional e advogado previdenciário, também foi um dos palestrantes do 6º Encontro de Mulheres Trabalhadoras da NCST. Ele abordou o tema A Mulher e a Previdência Social.
Segundo ele, a Previdência Social deveria ser um seguro social e que o trabalhador acredita que deveria ser uma segurança para o futuro. “Mas o governo resolveu mudar as regras no meio do caminho, afetando e agredindo o artigo quinto, inciso sexto da Constituição, que fala do direito adquirido. Ele vem, mete a mão, diz que não vai afetar e o resultado vem um, dois ou três anos logo após”.
Um dos pontos abordados por ele foram alterações do governo na Previdência em relação às pensões por morte. “Editaram no final do ano, na calada da noite, as medidas 664 e 665, nas quais a 664 tratava das pensões por morte, sendo que essa estabeleceu critérios absurdos”, disse.
Ao longo da palestra, celso respondeu a perguntas e tirou dúvidas das mulheres sobre questões relacionadas à Previdência Social.


Saúde da Mulher em destaque no 6º Encontro de Mulheres da NCST

A preocupação com a saúde feminina também foi tema de palestra no 6º Encontro de Mulheres Trabalhadoras da Nova Central Sindical em Laguna. Coube à ginecologista e obstetra Célia Zanin da Rosa falar a respeito do tema.
O ponto principal foi a preocupação com a higiene íntima da mulher. Cuidados que se não forem seguidos à risca podem desandar em graves problemas na saúde.
Ela dividiu a palestra em dois tipos de cuidados, os causados pelos fatores intrínsecos, ou seja, que não estão sujeitos à ação direta da mulher, como estresse, menopausa e transformações do organismo, e os extrínsecos, como alimentação, uso de medicamentos, atividade física, atividade sexual e duchas.
“Duchas não. Dentro da vagina tem um sistema próprio. Quem vai determinar se vai ser feito alguma coisa é o ginecologista, se ele analisar”, pontuou ela.
Segundo ela, os absorventes devem ser evitados fora do período menstrual. “Aqueles que se sentem mais confortável, existe uma classe de absorventes, poligênicos, que são respiráveis”, frisou.

A Lei Maria da Penha foi tema de palestra no Encontro de Mulheres da Nova Central

O advogado Harisson Araújo Almeida palestrou no 6º Encontro de Mulheres Trabalhadoras da NCST, abordando tema que está ligado diretamente a uma das maiores preocupações femininas: a violência contra a mulher. Ao longo de 40 minutos, ele relembrou a trajetória da Lei Maria da Penha, que em 2016 completa 10 anos de existência.
Alisson é advogado trabalhista, mas frisou que o tema da violência contra a mulher é algo que chama muito sua atenção. Principalmente por ter tido caso dentro da própria família.
Entre os tipos de violência destacados por ele estão a moral, psicológica e física.
Na maioria dos casos, a mulher leva até cinco anos para reagir aos atos de violência sofridos. Dados apontam eu 65% dos casos são de companheiros atuais. A maior parte das mulheres procura amigos para relatar o problema, ao invés de denunciar o problema à polícia. Os mesmos dados mostram eu 74% das mulheres não denunciam a agressão por medo do agressor.
Para Arisson, uma mudança nesse panorama depende da reação da própria mulher. “Ela conhecer ela mesma, saber direitos que ela tem na sociedade. Tudo isso é uma forma de valorizar a mulher e ter o lugar que ela merece”, pontuou.
O advogado ainda respondeu a questionamentos sobre decisões judiciais que, muitas vezes, acabam por frustrar mulheres que foram vítimas da violência. “É importante que se documente. Mas infelizmente para se ter uma condenação, tem que fazer a denúncia, enfrentar um processo e ter provas”, disse ele.

A vida de uma mulher é cotidiano malabarismo

Mulheres e seus papeis, o malabarismo do dia a dia foi o tema da palestra abordada pela publicitária Edla Zim da Silveira no 6º Encontro de Mulheres Trabalhadoras da Nova Central Sindical.
Durante a explanação, ela traçou um perfil das mudanças que a mulher enfrentou com o passar das décadas e que ainda vive na atualidade em relação às dificuldades  que enfrenta na sociedade.
Situações corriqueiras de um relacionamento e que exigem da mulher muito mais do que jogo de cintura para manter o relacionamento. “Somos mães e não gostamos quando marido chega em casa, passamos o dia correndo, nos matamos e quando marido chega em casa diz ‘tá cansada do que não fez nada. E isso doi”, frisou ela.
Dados de uma pesquisa mundial mostram que a postura da mulher vem mudando. Atualmente, há um número considerável que não prioriza mais um relacionamento com outra pessoa, do sexo oposto ou não. Estas, focam mais nos filhos, plano de saúde e na carreira profissional.
Com o passar dos anos, a mulher precisa se preocupar mais com a qualidade de vida. Prática de exercícios para cuidar da saúde é um deles. “30 minutos três vezes por semana. Se você quiser um bem melhor para sua vida, passe para todos os dias, pois isso vai fazer uma grande diferença”, pontuou.
A mensagem principal da palestra foi de que a mulher precisa buscar formas e meios de se realizar sem depender de nada, principalmente no sexo masculino. Mensagem esta ilustrada por momentos vividos por ela, principalmente em relação à vida pessoal.

Para Calixto Ramos, o trabalhador precisa fortalecer as entidades sindicais
José Calixto Ramos, presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores nacional e da CNTI, explanou sobre as ações que a entidade vem desenvolvendo na busca poro seu fortalecimento. Pontos como a situação que vive o Brasil na atualidade, principalmente relacionadas à crise política que tem afetado a economia do país.
Para ele, passada a fase do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rouseff, os empresários vão fazer investimentos. “O empresário investe tendo certeza de retorno de seu capital. Eles não faziam isso porque não havia segurança jurídica e o país estava nessa situação sem governo, com os escândalos aumentando a cada dia”, destacou ele.
Calixto lembrou que a classe trabalhadora vem enfrentando inúmeros desafios com a perda de representantes no espaço público que atuavam como os trabalhadores, como na Câmara dos Deputados. Com isso, projetos que buscam enfraquecer o movimento sindical ou retirar direitos e benefícios da classe estão ganhando força.
“O que precisamos de vocês é que divulguem isso, no seu trabalho, na sua casa, o que o sindicato faz, a central faz, a federação faz”, frisou ele.
Ele cobrou que o cidadão precisa não apenas votar nas eleições, mas acompanhar o trabalho do político para saber o que ele anda fazendo, se em benefício da população ou não. “
O presidente da NCSTSC, Altamiro Perdoná, agradeceu a presença de Calixto Ramos e reiterou que o papel do sindicalista é representar o trabalhador. “Não podemos mais nos reunir com nossos trabalhadores quando vamos discutir a convenção coletiva de  trabalho, discutir os direitos. Vamos ter que estar mais próximos o ano todo e a Nova Central nacional dá essa condição. Ela tem essa visão de educação”, pontuou ele.

“A mulher vencedora chora raciocinando”

Com alto astral para dar e vender, Nelma Penteado fechou com chave de ouro o 6º Encontro de Mulheres Trabalhadoras da Nova Central Sindical. Formada em educação física e especialista em comportamento humano, ela ministrou a palestra O Segredo das Borboletas.
Risadas, brincadeiras, sorriso e abraços tomaram conta do auditório do Laguna Tourist Hotel ao longo de pouco mais de 40 minutos. “Bom humor, interação e participação. Entender que estar aqui para mim é estar é missão de vida. Não é meu trabalho. Tem coisas que são muito além do que qualquer valor monetário”, frisou ela sobre estar no evento.
Com mais de 25 anos de palestras na área comportamental, Nelma já foi ouvida por mais de cinco milhões de pessoas. A missão, segundo ela, é fazer com que pessoas, em especial as mulheres, extraiam dicas que possam transformar suas vidas.
“A mulher perdedora só chora. A mulher vencedora também chora, mas ao invés de chorar se acabando, chora raciocinando”, frisou ela.
Com a entrega de certificados de participação e sorteio de brindes, o 6º Encontro de Mulheres Trabalhadoras da Nova central Sindical foi encerrado com recorde de inscrições. Foram mais de 300 mulheres que assistiram às dez palestras ministradas da noite de sexta-feira, 16, até a noite de sábado, 17.


Valdomiro da Motta
Jornalista MTB 03666 – JP
Assessoria de imprensa do 6º Encontro de Mulheres da NCST

47 91880214

POLÍCIA MILITAR DE LAGUNA IDENTIFICA E PRENDE AUTOR DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO


Policiais militares da Guarnição Especial de Polícia Militar de Laguna, na madrugada deste domingo, 18, prenderam o autor de tentativa de homicídio, em Laguna. O mesmo estava em posse de um revolver calibre 32, o qual tentou dispensar durante abordagem dos policiais militares no Centro Histórico da cidade. 
Na central da Polícia Civil o homem confessou a autoria do homicídio ocorrido próximo ao Campo do LEC, no bairro Magalhães, na última semana. A abordagem levou a apreensão de mais uma arma de fogo e a retirada de indivíduo suspeito da rua. Entre outras ocorrências e atendimentos foi recuperado um celular furtado e entregue a vítima.
Esta é a 28ª arma de fogo apreendida pela Polícia Militar na cidade de Laguna, neste ano. Em 2015, foram apreendidas 45 armas de fogo.
A Polícia Militar de Santa Catarina busca incansavelmente combater as ações criminosas.

Não Perca


quarta-feira, 14 de setembro de 2016

POLÍCIAS MILITAR E CIVIL REALIZAM OPERAÇÃO INTEGRADA

LAGUNA: POLÍCIAS MILITAR E CIVIL REALIZAM OPERAÇÃO INTEGRADA, RESULTANDO NO CUMPRIMENTO DE MANDADOS DE PRISÃO, APREENSÃO DE ARMA DE FOGO E RECUPERAÇÃO DE OBJETOS DE FURTADOS COM PRISÕES DO AUTOR E RECEPTADOR.
Buscando a integração constante entre as Polícias Militar e Civil vêm desenvolvendo operações policiais conjuntas, com apoio do Ministério Público e Poder Judiciário. Estas ações visam retirar de circulação o maior número possível de armas, entorpecentes e principalmente prender os autores dos homicídios ocorridos no município de Laguna. Com objetivo de garantir maior segurança na terra de Anita, no sul do Estado.
Nesta terça-feira (13), foi executada uma nova operação policial, envolvendo equipes do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), Radiopatrulhas (RP), Agência de Inteligência (AI) e agentes da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna. A operação tinha como objetivo o cumprimento de mandados de prisão, e em pouco mais de 1 hora os policiais realizaram algumas prisões e a apreensão de uma arma de fogo.
Durante a operação, uma guarnição de radiopatrulha identificou e prendeu no centro histórico o autor de um furto ocorrido contra um estabelecimento comercial no bairro Mar Grosso, na última semana.
O autor conhecido no meio policial confessou o crime, e declarou aos policiais a quem havia vendido os objetos roubados. Com as informações, uma diligencia foi realizada na casa do receptador e os objetos encontrados.
Os masculinos presos e os objetos recuperados foram encaminhados a Delegacia para os procedimentos cabíveis.

sábado, 10 de setembro de 2016

Polícia Militar captura foragido do presídio de Joinville


No inicio da tarde desta sexta-feira, 9, policiais militares foram acionados para averiguar um casal em atitude suspeita em um dos postos de combustível município de Laguna. No  momento em que os policiais militares chegaram ao local, rapidamente os suspeitos adentraram no veículo modelo Gol preto, e fugiram em alta velocidade no sentido norte da BR 101.

O acompanhamento foi feito, ao perceberem que não conseguiriam fugir, pararam o carro em um outro posto de combustível as margens da BR 101. Durante a abordagem a mulher apresentou uma identidade falsa, porém não convenceu os policiais, e confessou ser foragida do presídio de Joinville, local em que estava apenada por tráfico de drogas. Dentro do carro foram encontrados vários produtos como: bebidas, cigarros, dinheiro, cartão de banco, celular etc...e uma pequena quantidade de maconha além de R$ 6 mil reais em espécie. Ainda no local o casal acabou confessando que havia furtado a bolsa de uma mulher na região central de Laguna, e de posse dos cartões foram até o banco e retiraram todo dinheiro, porque a senhora havia deixado a senha dentro da carteira.
https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif
Diante dos fatos, o homem de 55 anos e a  mulher de 36 anos foram encaminhados para Central de Polícia para os procedimentos cabíveis. 

Fonte:
CRISTIANO CESARO DE OLIVEIRA
Cb PM Auxiliar de Comunicação Social

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Rosa recebe viatura da PM


Acontece nesta sexta-feira (09) a entrega de uma viatura para a Polícia Militar que ficará exclusivamente na Praia do Rosa. Esta viatura foi doada pela Gerdau e equipada com as doações de empresários e moradores da comunidade, neste dia teremos a presença do Comandante Geral da Polícia Militar de Santa Catarina, Coronel Paulo Henrique Hemm e do comandante da Polícia Militar de Imbituba o Tenente Coronel Jean Carlos de Brida Silva.

Na oportunidade, serão apresentadas as ações realizadas pelo projeto JOGUE LIMPO COM A PRAIA DO ROSA e projetos que irão auxiliar na melhoria da SEGURANÇA da comunidade.

Serviço:

Dia: 09.09.2016 (sexta-feira)
Local: Posto policial da Praia do Rosa

Horário: 17h30min.

Laguna comemora o 7 de setembro


Programação da ordem do desfile cívico
01- Marinha do Brasil
02- Sociedade Musical Carlos Gomes
03- Batalhão da Polícia Militar de Laguna (Sociedade Musical Carlos Gomes)
04- Companhia da Polícia Militar Ambiental (Sociedade Musical Carlos Gomes)
05- Pelotão do Corpo de Bombeiros de Laguna / SAMU (Sociedade Musical Carlos Gomes)
06- Escola Especial Solar da Ternura (APAE)
07- Sociedade Musical União dos Artistas
08- Rede feminina combate ao câncer
09- Rede Municipal de Ensino (Fanfarra da E.E.B. Comandante Moreira)
C.E.I PADRE AUGUSTINHO
C.E.I IRMÃ VERA
C.E.I PROFESSORA LAURENI VIEIRA DE SOUZA
C.E.I BAIRRO PROGRESSO
C.E.I PEQUENO CISNE
FANFARRA : EEB COMANDANTE MOREIRA
C.E.I PEQUENO PRÍNCIPE
E.E.B DR. ARMANDO CALIL BULOS
E.E.B MARILZA LORY DE BARROS
E.E.B CHIQUINHA GOMES DE CARVALHO
E.E.B NININHA GUEDES DOS REIS
E.E.B FRANCISCO ZEZUINO VIEIRA
E.E.B MUN VER JURANDIR P DOS SANTOS
E.E.B CUSTODIO FLORIANO CORDOVA
E.E.B ELIZABETH ULYSSEA ARANTES
DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ESPORTES
10-E.E.B.Ana Gondin (Fanfarra do Ana Gondin)
11- E.E.M. Almirante Lamego (Fanfarra da EEMAL)
12- E.E.B. Jerônimo Coelho ( Fanfarra da EEMAL)
13- Colégio Stella Maris (Fanfarra do Stella Maris)
14- Fundação Bradesco (Fanfarra da Fundação Bradesco)
15- Associação dos Ciclistas de Laguna
16- Unidos Moto Clube
17- Moto Laguna
18- Cavalaria

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

BR-101 será interrompida para a detonação de rochas, nesta terça-feira, 06


Atenção motoristas: o DNIT/SC vai interromper a BR-101 Sul nesta terça-feira, 06 de setembro, no Km 337,4 da rodovia federal, em Tubarão, para escavação de rochas com detonação de explosivos. Por isso, é necessária a interrupção do fluxo de veículos. A remoção é necessária para o prosseguimento à construção dos acessos em nível ligando as pistas duplicadas à SC-390, rodovia estadual que liga a região serrana ao litoral catarinense.
Os trabalhos serão realizados entre às 10 horas, podendo ser estendido até às 11 horas por conta da logística para as detonações de explosivos. Todas as medidas de segurança e de comunicação para as comunidades lindeiras e imprensa regional estão sendo executadas. A partir do momento da detonação, o trânsito de veículos será restabelecido em, no máximo, 15 minutos, após a liberação do local.
Em caso de mau tempo, o serviço será cancelado e remarcado para uma nova data, previamente comunicada.
Toda a frente de obras, para a remoção de rochas, está identificada e isolada, sendo proibida a aproximação por pessoas que não estejam diretamente ligadas ao empreendimento. Aos motoristas não é recomendado o tráfego por rotas alternativas, pois, os trabalhos serão de curta duração.